Teoria dos Tipos Psicológicos

 

"tipos_psicológicos"

Após a criação da teoria dos sonhos e da interpretação dos sonhos – sem sombra de dúvida uma das elaborações mais influentes que Jung deixou para o pensamento e a técnica da psicologia moderna, Jung desenvolveu a teoria dos tipos psicológicos. Segundo esta teoria, existem dois tipos atitude: o extrovertido e o introvertido. No tipo extrovertido, a libido da pessoa tende a ser dirigida a partir de si para objetos do mundo externo e, no introvertido, a libido tende a ser dirigida a partir dos objetos do mundo externo para dentro dela.

Além dos tipos de atitude, a teoria aponta para a existência de quatro tipos de função: dois classificados como racionais e dois como irracionais. Os dois tipos racionais são pensamento e sentimento. O termo racional é usado porque ambas as funções empregam critérios para organizar e decidir. A função pensamento organiza e decide segundo regras de análise lógica; a função sentimento organiza e decide com base em valores e mérito pessoal. Pelo fato de haver uma tendência a usar sentimento e emoção como sinônimos nos dias de hoje, deve-se ver que o uso que Jung faz da palavra sentimento inclui o que se poderia chamar comumente de emoção, mas vai muito além dos sentimentos, para um campo de moralidade e de valores, incluindo o senso ético em relação a coisas e situações que a pessoa tem.

As duas funções irracionais no sistema junguiano são intuição e sensação. O termo irracional é usado pois esses tipos não decidem primeiramente, mas, em vez disso, experimentam primeiro. O tipo intuitivo funciona com base em sua experiência e suas percepções inconscientes, aquele campo imaterial de símbolos e imagens do qual muitas pessoas não têm conhecimento algum. O tipo sensação funciona primeiramente por meio da experiência do concreto, do mundo físico, com um a visão pé no chão da existência do mundo e de si mesmo.

Assim, Jung postula oito tipos básicos de pessoas: extrovertido pensamento, sentimento, intuição e sensação e introvertido pensamento, sentimento, intuição e sensação. Podemos dizer que a teoria dos tipos psicológicos, após a teoria dos sonhos e sua interpretação, é de grande contribuição para a psicologia moderna.

O conhecimento dos tipos psicológicos é importante pois nos ajuda a perceber qual função psicológica estamos usando mais e qual está inferior – aquela que está no inconsciente. Ao sabermos disso, podemos exercitar mais a função inferior e trazê-la para o campo da consciência, aumentando a possibilidade de desenvolvermos outras habilidades e melhorarmos nossos relacionamentos. Estar em terapia é uma das maneiras de conhecer seu tipo psicológico.

Tipo Pensamento

"tipo pensamento"Como dito anteriormente, a função pensamento é uma função racional, ligada à intelectualidade, ao raciocínio lógico, à conexão entre ideias. É a função cujo processo associativo de ideias busca conceituar ou solucionar um problema.

O tipo pensamento pode se apresentar como extrovertido, em que a energia psíquica (libido) vai de si para o objeto, ou introvertido, no qual o movimento da energia é oposto, do objeto para a pessoa.

Para exemplificar o tipo pensamento, podemos citar algumas profissões, como: professores, cientistas, engenheiros, filósofos e pensadores.

📍 Tipo Pensamento Extrovertido
O tipo pensamento extrovertido baseia todas as ações na análise intelectual de dados objetivos e quaisquer conclusões são sempre direcionadas para algum resultado prático.

Função Inferior: Sentimento Introvertido.
📍 Tipo Pensamento Introvertido
Esse tipo é contemplativo, vivenciando um jogo interno de ideias. O tipo pensamento introvertido se caracteriza por valorizar as ideias. Os fatos são sempre menos importantes que as ideias, estão sempre buscando os conceitos e os fundamentos das ideias.
Função Inferior: Sentimento Extrovertido.

Tipo Sentimento

"tipo sentimeto"

A Função Sentimento é avaliadora e seu trabalho consiste em aceitar ou rejeitar uma ideia, definindo-a como agradável ou desagradável. Suas principais características são: afetividade, conciliação, zelo por sua subjetividade e seus relacionamentos emocionais com as pessoas.

É interessante lembrar que o conceito de sentimento não deve ser confundido com os conceitos de emoção e afeto.

Quem tem o sentimento como principal função psicológica julga o valor intrínseco das coisas, tende a valorizar os sentimentos em suas avaliações, preocupa-se com a harmonia do ambiente, mas tende a resolver questões a partir de seus julgamentos internos. Para tanto, utilizam-se de valores pessoais, mesmo que essas decisões não tenham lógica do ponto de vista da causalidade. Para Nise da Silveira, a pessoa que utiliza a função Sentimento “estabelece julgamentos como o pensamento, mas a sua lógica é toda diferente. É a lógica do coração”.

Promotores de eventos, músicos, pessoas envolvidas com o universo da moda, assessores de imprensa, relações públicas, decoradores e degustadores podem ser exemplos de carreiras procuradas pelos Tipo Sentimento.

📍 Tipo Sentimento Extrovertido:
Os Tipos Sentimento Extrovertido estabelecem relações de profunda harmonia com o ambiente. O pensamento está subordinado ao sentimento. São vulneráveis ao objeto amado. Fazem amizades com extrema facilidade, pois possuem uma boa conversa.

Função Inferior: Pensamento Introvertido.

📍 Tipo Sentimento Introvertido:
Os Tipos Sentimento Introvertido fazem um julgamento diferenciado de pessoas e valores, mas não há uma expressão formal desses julgamentos. O caráter introvertido faz com que pareçam apáticas e distantes e, em suas relações, os outros não conseguem perceber o quanto significam para pessoas dessa tipologia. Quando permitem se destacar na vida, são pessoas muito admiradas e respeitadas pela forma quase que impecável de lidar com outros, mas, são sempre vistas como enigmáticas.

Função inferior: Pensamento Extrovertido

Tipo sensação

"tipo sensação"
A função sensação é a função dos sentidos, a função do real, a função que traz as informações (percepções) do mundo através dos órgãos dos sentidos. Pessoas do Tipo Sensação acreditam nos fatos, têm facilidade para lembrar-se deles e dão atenção ao presente. Essas pessoas têm enfoque no real e no concreto, são voltadas para o “aqui – agora” e costumam ser práticas e realistas.

O tipo sensação é um mestre em perceber os detalhes. Este tipo está ligado às formas sensoriais de perceber a existência das coisas. Um conteúdo é validado como real a partir do momento em que pode ser tocado, sentido, visto ou saboreado.

Chefs de cozinha, esteticistas, escultores, fisioculturistas, perfumistas e arqueólogos são profissões que os Tipo Sensação se sentem à vontade.

📍 Tipo sensação extrovertido
Buscam a intensidade da experiência derivada de objetos concretos e atividades físicas. A consciência é, portanto, dirigida para fora, para aqueles objetos e atividades que podem ser esperados para despertar as sensações mais fortes.
O tipo de sensação extrovertido é um realista que procura experimentar tantas sensações concretas quanto possível.
Essas experiências são vistas como fins em si mesmas e raramente são utilizadas para qualquer outra finalidade.

Função inferior: Intuição Introvertida

📍 Tipo sensação introvertido
Os indivíduos do Tipo Sensação Introvertida são extremamente sensíveis às impressões provenientes dos objetos. Essas impressões os atingem de maneira profunda, mas não transparecem em reações que deem a medida da repercussão que as qualidades sensoriais dos objetos determinaram. Pertencem a este tipo as pessoas que colocam o prazer estético acima de tudo, que com uma requintada sutileza apreciam formas, cores, perfumes.

Função Inferior: Intuição Extrovertida.

Tipo intuição

"tipo intuição"
Na função intuição, a percepção se dá através do inconsciente e a apreensão do ambiente geralmente acontece por meio de “pressentimentos”, “palpites” ou “inspirações”. Os sonhos premonitórios e as comunicações telepáticas via inconsciente são algumas das propriedades da intuição.

A intuição busca os significados, as relações e possibilidades futuras da informação recebida. Pessoas do tipo intuição tendem a ver o todo e não as partes, e, por isso, costumam apresentar dificuldades na percepção de detalhes.
O Tipo Intuição percebe os conteúdos diretamente no inconsciente. Não existe uma razão lógica para o que apreende, a coisa simplesmente acontece como este pressentiu. O topo intuitivo acessa o universo arquetípico com maior facilidade.

É a pessoa que foca em possibilidades ao invés de estabilidade. Está em constante desenvolvimento, e pode abandonar um projeto/pessoa/situação facilmente se este lhe induzir a uma rotina demasiada.

Músicos, psicoterapeutas, sensitivos, religiosos e escritores podem ser tipos intuitivos.

📍 Tipo Intuitivo Extrovertido:
São pessoas que possuem uma grande capacidade para perceber as coisas ao seu redor. Enxergam o mundo através de uma percepção externa. Estão sempre à espera de novos horizontes e de novas oportunidades.

Função Inferior: Sensação Introvertida.

📍 Tipo Intuitivo Introvertido:
Este tipo é mais direcionado para os conteúdos do inconsciente. Não é muito comunicativo e, geralmente, é mal compreendido pelo outro. São pessoas mais ligados às questões da espiritualidade, carregando em si uma misteriosa capacidade de pressentir o futuro.

Função Inferior: Sensação Extrovertida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.