Você conhece as aformações?

Você já parou para pensar no quanto se sabota? No quanto deixa para depois a inscrição naquele curso tão interessante? No quanto procrastina ter uma alimentação mais saudável ou ligar para aquela pessoa que pode ajudar a ampliar sua rede de contatos?

Quando perguntamos por que a pessoa não se inscreveu no curso que comentou da última vez que nos encontramos ou porque não começou a estudar para aquela prova tão importante, as repostas, geralmente, são evasivas ou recheadas de desculpas.

Para quem está no lugar do ouvinte, é muito fácil reconhecer o auto sabotador interno da pessoa em questão. Mas, quando somos nós que nos sentamos do outro lado, é comum também sermos alvo destes conteúdos inconscientes. Afinal, por mais que estejamos no processo de análise e autoconhecimento, sempre teremos algo para limpar de nosso inconsciente.

Um exercício muito simples e fácil de colocar em prática para tirar a mente da auto sabotagem e  dos pensamentos negativos são as aformações. Sim… É isto mesmo: aformações. Esta técnica foi criada por Noah St John, estudioso, praticante da Lei da Atração e autor do livro “O Código Secreto do Sucesso”. Ele chegou ao método após muitos anos praticando a Lei da Atração por meio de afirmações positivas. Um dia, ao olhar para as paredes de sua casa, repletas de cartazes com as tais afirmações, percebeu que no fundo, bem lá no fundo, não acreditava em nenhuma daquelas frases. E, portanto, não conseguiria atrair nada daquilo que tanto queria para sua vida.

No dia seguinte, enquanto tomava banho, ele se perguntou:

“Se continuo dizendo essas afirmações há tanto tempo, por que não posso acreditar nelas?”;

“Se venho dizendo afirmações positivas para mim há tantos anos, como é que ainda não me sinto bem comigo mesmo?”;

“Deve haver uma maneira de me fazer acreditar em algo bom sobre mim que não estou percebendo aqui. Mas o que é isso?”

Então, ele teve um insight e percebeu que o cérebro humano está sempre perguntando e procurando respostas para inúmeras questões. Naquele momento, ele intuiu que existia outra maneira mais simples e mais rápida para mudar a chave de seu cérebro e mudar suas crenças. E, então, ele criou as aformações.

Ele chegou à conclusão de que, ao invés de simplesmente fazer afirmações sobre algo que gostaríamos que acontecesse como, por exemplo: “É tão fácil encontrar vagas na rua para parar meu carro”; fazemos perguntas afirmativas, como: “Porque tenho tanta facilidade em encontrar vagas para parar meu carro na rua?”

Percebem como é simples? E somente por meio de uma simples pergunta, o cérebro já busca uma resposta para aquilo que você perguntou de maneira afirmativa. Segundo o criador da técnica, as aformações funcionam porque a mente inconsciente, o lugar onde começam as mudanças positivas, responde automaticamente a algo mais simples e mais poderoso do que declarações.

Quando fazemos uma pergunta, nossa mente começa a pesquisar automaticamente por uma resposta, pois esta é a função mais básica e fundamental da mente humana. Nossa mente tem o que poderíamos chamar de Função de Busca Automática – o que significa que quando fazemos uma pergunta, nossa mente começa a procurar por uma resposta. Em psicologia essa função do cérebro é chamada de “fator de pressuposição embutido”.

Por isso, quando estiver se sentindo mal por algum motivo, mudar o foco das perguntas que geralmente fazemos para entender o que está acontecendo em nossa vida já muda nossa vibração e faz com que nosso cérebro busque formas de tornar aquilo uma realidade melhor.

Note que quando estamos chateados, temos a tendência de buscar uma resposta fazendo perguntas negativas. Veja nos exemplos:

Por que não tenho dinheiro suficiente?

Por que estou tão sozinho?

Por que eu sou tão perdedor?

Por que eu sou tão gordo?

Nesse sentido, as aformações são usadas para ajudar a mudar seu padrão vibratório e ainda fazer com que o cérebro busque uma resposta condizente com o que está sendo dito.  Veja:

Por que tenho sempre dinheiro mais do que o suficiente?

Por que amo ser tão amado?

Por que tenho tanto sucesso?

Por que consigo perder peso com tanta facilidade?

Como formular as aformações?

1. Faça uma reflexão com as seguintes perguntas: O que você quer? O que te faria feliz? Do que sinto falta? O que me limita? O que me dá medo? O que é que faço em relação a determinada situação?

Anote suas respostas e os sentimentos e sensações em relação a cada uma delas.

2. Formule a pergunte de uma maneira diferente: agora refaça as perguntas de maneira que elas reflitam uma verdade. Nesta etapa você se pergunta por que isso já é verdade, como por exemplo: Por que eu sou tão feliz? Em resumo, o segundo passo é perguntar a si mesmo “Por que (aquilo que eu quero) é verdade na minha vida agora?

Lembre-se que sua mente funciona como um buscador na internet. Quando você se faz uma pergunta seja se fortalecendo ou tirando o seu poder, ela automaticamente realiza uma pesquisa pelo que você pediu para encontrar.

3. Torne-se a pergunta: Pegue a sua aformação, leia, escreva, diga e ouça diariamente. Noah St John diz que ouvir – você pode fazer uma gravação de si mesmo dizendo suas aformações – é a maneira mais rápida de obter resultados porque estamos muito acostumados a nos ouvir dizendo várias aformações inconscientes em nossas próprias cabeças.

4. Tome novas ações: Você começa a ter novas ações com base nas suas novas suposições sobre a vida. Mesmo que não perceba isso, mas você está continuamente formando suposições sobre a vida e sobre seu relacionamento com ela, mas estas suposições são quase sempre inconscientes. Como resultado, a maioria de suas ações são regidas por suposições que você pode ter formado há muito tempo.

O ponto focal das aformações não é encontrar “a resposta” às suas perguntas. Afinal, agora você está formulando perguntas positivas que assumem que aquilo que você quer já é verdade. Então, sua mente vai trabalhar para encontrar uma maneira de fazer isso, pois a função de pesquisa começou a formar novos padrões em você, ela começou a ver as coisas diferentemente e assim a reescrever o seu cérebro.

Veja alguns exemplos e sugestões de aformações:

Por que sou tão amado?

Por que sou tão autoconfiante?

Por que me amo e me aceito tão profunda e verdadeiramente?

Por que tenho permissão para ser, fazer e ter tudo o que realmente quero nesta vida?

Por que meu trabalho é tão satisfatório para mim?

Por que amo expressar quem realmente sou e ser muito bem pago por isso?

Por que as oportunidades vêm a mim tão facilmente e com tanta frequência?

Por que me dou permissão para ter sucesso?

Por que me deixo viver a vida dos meus sonhos?

Por que confio na vida?

Por que sou maior que meus medos?

Por que sou merecedor de todas as coisas boas da vida?

Por que faço as perguntas certas para manifestar o que realmente quero?

Por que sou tão merecedor de (complete com o seu desejo)?

Perceba que a prática de fazer perguntas ao Universo também é uma técnica do Access Consciousness. Em cursos avançados do Access – após a primeira formação em Barras de Access, aprendemos a fazer inúmeras perguntas ao Universo e soltar. Como dito anteriormente, temos a tendência de focar no “como” e, se estamos irritados ou tristes, a fazer perguntas negativas.

No entanto, tanto a prática das aformações, quanto a prática do Access, nos mostra que devemos fazer perguntas e sentir que as coisas já estão do que jeito gostaríamos que estivessem. Em um próximo post explico como as perguntas do Access são formuladas.

Desde que você comece agora a FORMAR perguntas positivas, que supõe que o que você quer já é verdadeiro, sua mente não tem nenhuma escolha a não ser encontrar uma maneira fazê-lo assim. 

Caso queira ter mais informações sobre o assunto, acesse o site de Noah St John ou o livro “O Código Secreto do Sucesso” .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.