Vem comigo!

Olhar para a folha em branco é um exercício de calma e paciência. Outro dia, várias ideias surgiram para um texto. Ao sentar para escrever, elas fugiram. Ficaram as ideias, mas as palavras sumiram. Irritada, fiquei olhando a folha em branco. Mas, o texto que estava todo escrito na minha mente, tinha ido embora, foi deletado por algum mecanismo da memória, ou não memória. “Impressionante”, fiquei pensando.

É impressionante como a mente nos prega armadilhas. Um pensamento que estava ali, ali ao lado, tinha corpo, cabeça e tudo o mais, vai embora sem deixar rastro, sinal. Como um macaco saltitante, a mente está sempre em atividade, pensando várias coisas ao mesmo tempo. Os pensamentos vêm e vão como água em um rio caudaloso.

Me aproprio desse espaço para lutar contra esse circo cheio de palhaços que é a mente enquanto divaga entre “o que comer no café da manhã” e “como foi legal aquele dia no parque”. Me proponho a colocar nessas “folhas em branco” meus pensamentos em forma de histórias, crônicas, dicas de bem-estar, saúde, beleza, moda e relacionamentos. Você quer me acompanhar? Então, venha!

Leave a Reply

Your email address will not be published.