Dicas de organização de Marie Kondo

gaurda-roupa-organizadoO final do ano está aí e muitos aproveitam essa época para colocar a casa em ordem. Nada como organizar a casa para atrair boas energias para o ano novo. No entanto, nem sempre a tarefa de arrumar a casa é simples e, muito menos, rápida e simples. A arrumação e organização da casa requer tempo e paciência.

Com a correria do dia a dia, muitas vezes deixamos coisas espalhadas pelos cômodos ou, quando tentamos deixar o espaço minimamente organizado, muitos objetos acabam indo para gavetas erradas. Quando tentamos organizar toda essa bagunça, percebemos que vamos demorar horas, e até dias, para colocar tudo em ordem. E, o que mais desanima é que, geralmente, a casa volta a ficar desarrumada em pouco tempo.

Mas, nem tudo está perdido. O livro A Mágica da Arrumação, de Marie Kondo, é uma ótima opção para ler ANTES de organizar a casa de maneira eficaz. A autora é fissurada em organização desde criança e acabou tornando-se um guru no assunto, sendo contratada por pessoas comuns e, também, grandes escritórios para colocar ordem na bagunça.

O livro é muito interessante, pois trata do tema organização por um ângulo diferente, mesclando dicas de organização, com técnicas de desapego e autoajuda motivacional. Ela nos ensina a sentir energia dos objetos e descartá-los somente se eles não estiverem mais trazendo alegria.

Marie Kondo explica que, antes de começar a organizar a casa, é necessário descartar tudo aquilo que não nos traz alegria. E, também, que não adianta organizar a casa por cômodos e, sim, por categorias. Portanto, segundo ela, não adianta começar a organizar a casa pelo quarto e, sim, pela categoria ‘roupa’, porque com certeza temos roupas espalhadas em mais de um cômodo.

Ela sugere que juntemos TUDO em um só local para, depois, começar o descarte. Ou seja, se você vai arrumar suas roupas, junte TODAS as peças de roupa que você tem para iniciar a sessão de descarte. Coloque as mãos em cada peça e pergunte se aquilo está te trazendo felicidade. Se a resposta for negativa, separe para doar.

Segundo ela, a mesma técnica deve para ser aplicada todas as demais categorias, que inclui livros, presentes, fotografias, papelada, etc. Ela enfatiza que a organização da casa deve ser feita de uma só vez para que possamos sentir o efeito da organização em nossas vidas. Para a escritora, o fato de estarmos rodeados somente de coisas que nos trazem alegria muda nosso padrão vibratório e isso traz impacto positivo sobre nossa vida.

organizacao-2

Algumas dicas do método de organização de Marie Kondo, também conhecido como Método Kon Mari:

• Primeiro, descarte: segundo Marie Kondo, as pessoas guardam coisas achando que vão usá-las algum dia. Só que esse dia nunca chega! Então, reúna todos os itens que você não usa e descarte-os.

• Desapegue: quando você decidir que tal objeto não tem mais utilidade, seja grato e desapegue. A autora ensina que quando vamos descartar algo, devemos agradecer ao objeto o papel que ele teve em nossa vida. E, até mesmo objetos que não nunca foram usados também cumpriram seu papel e que devemos ser gratos também a eles.

• Jogue fora aquilo que não traz alegria: os objetos captam a carga emocional que damos a eles. Então, como dito anteriormente, quando for descartar algum objeto, coloque as mãos sobre ele e pergunte se ele traz alegria. Caso não traga, descarte-o. Geralmente, segundo a autora, as pessoas conseguem eliminar 60% de objetos com essa simples pergunta: “Esse objeto me traz alegria? ”

• Não compre produtos específicos para organização: a autora é enfática nesse ponto. Se a ideia é diminuir o tanto de “tralha” que temos em casa, não faz sentido comprar objetos próprios para organização. Segundo ela, o que funciona em uma tarefa como essa é o descarte.

• Separe por categoria: como já foi dito, separe os objetos por categoria e não por cômodo. Essa prática nos ajuda a perceber o quanto guardamos coisas inúteis e permite ter uma visão geral do que temos em casa e dos nossos excessos.

• Deixe objetos sentimentais por último: segundo a autora, é essencial que deixemos os itens com carga emocional, como fotos e cartas, para o final. Afinal, é muito mais fácil praticarmos o desapego com objetos sem valor sentimental. Então, quando chegarmos nesse ponto já estaremos acostumados a lidar com isso.

• Evite a intromissão de parentes: a presença de parentes, principalmente mães, pode ter um impacto negativo quando elas perceberem que você vai colocar para doação aquela malha de lã que foi presente de uma tia. Então, para evitar boicotes, o ideal é que você esteja sozinho quando for colocar em prática o Método Kon Mari.

• Descarte livros que você nunca leu: se você tem na estante livros que nunca leu, provavelmente, nunca irá lê-los. Então, livre-se deles e coloque-os para doação.

organização-3

A Mágica da Arrumação é um livro curto e muito fácil de ler. No entanto, acredito que não é tão simples colocar todas as suas dicas em prática, principalmente, em relação aos objetos com carga sentimental.

De acordo com a autora, devemos manter apenas as fotos que realmente nos trazem boas lembranças e sensações. O restante deve ser jogado fora. E, o mesmo destino deve ser dado aos boletins escolares, diplomas de cursos e cartas. Segundo ela, a finalidade de uma carta cumpre-se no momento em que é lida.

Apesar de ser um método de organização bastante radical – segundo a autora, cerca de 60% da ‘tralha’ é jogada fora -, acredito que vale a pena colocar parte das dicas em prática. Afinal, o senso de desapego é diferente para cada um.

Mas, não vale abrir o guarda-roupa, pensar que TUDO aquilo lhe traz e alegria e encerrar o assunto. É claro que, para termos mais espaço e uma casa mais organizada é necessário jogar fora muita coisa e doar outras. Nessa hora, o que vale é o bom senso.

FOTOS: REPRODUÇÃO

Leave a Reply

Your email address will not be published.