Como ensinar o cãozinho a fazer as necessidades no lugar certo

cães-xixi-cocô-lugar-certo

Outro dia, tive que levar dois tapetes para lavar fora. O motivo: Frederico tinha feito xixi mais de uma vez e lavar em casa não estava melhorando em nada o cheiro desagradável. O jeito foi recorrer à lavanderia para resolver o problema. O danadinho já não estava mais fazendo xixi em lugares errados. Muito pelo contrário, havia bastante tempo que não carimbava mais os tapetes de casa.

Mas, como muitos especialistas em comportamento canino explicam, alguns acontecimentos ou mudança na rotina podem fazer com que o cãozinho regrida em alguns aspectos e voltem a fazer coisas erradas, como xixi no lugar errado, roer sapatos ou derrubar as latas de lixo da casa. Realmente, algumas situações pessoais tomaram mais meu tempo e, como resultado, o bichinho deve ter se sentido um pouco carente e resolveu deixar isso bem claro urinando nos tapetes.

Isso porque os tapetes só estão lá em casa por causa dele mesmo. Um ‘probleminha’ que ele teve nas patelas e ligamentos me obrigou a colocar tapetes praticamente em toda a casa para que ele tivesse mais segurança ao andar pelo ambiente. Vou comentar com mais detalhes sobre o ‘pequeno problema’ que o Frederico teve nas patelas em um outro post.

Bom, voltando à questão do xixi no lugar errado, é imprescindível que o tutor tenha muita paciência com seu pimpolho peludo quando o cãozinho resolver aprontar ou, pior, quando ele demorar a aprender o local certo do xixi.

Logo que o Frederico chegou em casa, uma das primeiras coisas que aprendi é que o cãozinho precisa ser supervisionado constantemente para aprender o lugar correto do xixi e do cocô. Como um bebê, o filhote de cachorro precisa ter alguém ao seu lado para entender como as coisas funcionam.

Uma dica importante: se você estiver pensando em ter um cãozinho, certifique-se de que vai ter tempo para ensinar o básico para ele. Um bom período para levar o novo hóspede para seu lar é o período de férias. Caso contrário, a tarefa será muito mais demorada e você terá que ter muito mais paciência com o cãozinho. Posso garantir que essa é uma das tarefas mais complicadas em se tratando de filhotes.

Fui orientada a espalhar diversos tapetes higiênicos – uma espécie de fralda em tamanho grande – pela casa para que ele fosse atraído pelo cheiro e fizesse as necessidades nos tapetes. A ideia era colocar uns dois ou três tapetes higiênicos na sala e fazer um caminho até cozinha e, depois, até a área de serviço, onde seria o local permanente das necessidades.

Com o Frederico isso dava certo até a hora em que ficavam apenas os tapetes da cozinha e da área. Ele ia fazendo as necessidades nos tapetes até o momento em que eu deixava apenas o tapete da área. Quando chegava esse momento, ele desaprendia tudo e fazia xixi na sala e em todo lugar que ele achasse que era certo. Daí, tinha que colocar todos os tapetes de novo para ele ‘entender’ o mecanismo do jogo e aprender o lugar definitivo do xixi e do cocô.

Não vou negar que isso deu bastante trabalho. Mas, tenho a impressão que toda a dificuldade se deu porque, como falei anteriormente, não peguei o Frederico em um período de férias para estar com ele o tempo todo ensinando e educando. O xixi no lugar errado era uma forma dele chamar minha atenção. Pelo menos é o que eu achava.

Então, para que você não tenha os mesmos problemas que eu tive, que tal entender um pouco mais sobre o tema “xixi e cocô no lugar correto”?

Filhotes

cães-xixi-lugar-certo

Como os seres humanos, os filhotes de cães também demoram para aprender o local certo de eliminar o xixi e o cocô. A sorte é que os cães aprendem mais rápido do que um bebê. Com cerca de seis meses de idade, os filhotes já conseguem ter um controle maior das necessidades e sabem que precisam procurar um lugar apropriado para fazê-las. Mas, como fazer com que o filhote faça suas necessidades no local certo?

Se você não tiver tempo suficiente para estar ao lado do cãozinho para ensiná-lo onde fica o banheiro, então, o jeito é delimitar um espaço para ele ficar - com água, comida e brinquedinhos. E, nesse espaço, colocar alguns tapetes higiênicos, ou jornal ou areia sanitária.

A ideia é que o filhote esteja em um lugar protegido do vento e do sol e tenha alguns brinquedos para se distrair e ossinhos para roer. O local onde você vai deixar o tapete higiênico será o banheiro dele no futuro. Portanto, uma área boa para delimitar o espaço é na cozinha, caso você more em apartamento, pois logo ali está a área de serviço.

Se você morar em casa, essa tarefa será um pouco mais difícil, pois você não vai querer deixa-lo no quintal ao relento, não é? Veja que o cão é apenas um filhote e não pode de jeito nenhum ficar em lugares sujeitos a mudanças bruscas de temperatura.

Nesse caso, você pode deixa-lo na cozinha, como no caso de quem mora em apartamento, e deixar um pequeno espaço lá mesmo para as necessidades do bichinho. Depois que ele estiver maior, pode mostrar que o quintal também é um bom local para as necessidades. E, mesmo assim, ele deve aprender a fazer em um lugar específico. Cuidado para que ele não faça do quintal inteiro o seu banheiro!

O espaço delimitado onde o cão vai ficar quando estiver sozinho, aos poucos, vai sendo liberado, conforme ele vai aprendendo onde fica o lugar correto das necessidades. Outro ponto a levar em consideração é abrir o espaço e deixar o cachorro solto quando você estiver em casa. Afinal, nesse momento você poderá perceber quando ele está querendo fazer xixi e levá-lo para o local correto.

Um dos meios de perceber isso é ficar atento ao cachorro quando ele começar a cheirar o chão e dar voltas em torno de si mesmo. Essa dancinha é característica de um cãozinho que está apertado. Quando acontecer isso, leve o cachorro para o local correto. Mesmo que você faça isso somente à noite, depois que chegar do trabalho, já será de grande ajuda para o adestramento do lugar certo das necessidades do seu cachorro.

Outro ponto a levar em consideração é que cães são animais de rotina e costumam fazer suas necessidades até 90 minutos depois de acordar, depois de comer e depois do passeio/brincadeiras/ exercícios. Portanto, vale a pena ficar atento aos pimpolhos nesses momentos.

E, é sempre bom lembrar que o importante no treinamento dos cães é focar nos acertos e não nos erros. Quando você perceber que o cão está querendo fazer as necessidades no lugar errado, diga “não, aí não pode”, pegue o cachorro no colo e leve-o para o local correto. Lá, tente fazer com que ele continue a fazer as necessidades e parabenize-o pelo acerto.

De nada adianta brigar com o cão depois que ele já tiver feito a ‘arte’, pois ele vai associar a reclamação com o que estiver acontecendo naquele momento e não com o xixi fora do lugar.

O aprendizado dos cachorros baseia-se em associações. Associações que geram resultados positivos ficam fixadas na memória do cão e tendem a virar hábitos. Por outro lado, uma associação que gera resultado negativo, como uma bronca ou castigo, tende a ser esquecida e não vira hábito. E, é bom levar em conta, que esses estímulos devem ser feitos na hora em que acontecem, ou poucos minutos depois. Caso contrário, ele vai associar com o que estiver acontecendo naquele momento.

E, mesmo com todo esse zelo e atenção quando o cão é filhote, pode acontecer do seu cachorro, já adulto, resolver 'aprontar' de vez em quando para chamar sua atenção. Esteja preparado para isso!

Como vocês perceberam, o tema ‘xixi e cocô no lugar correto’ é longo e ainda faltam alguns itens que serão abordados em outros posts, como por exemplo, xixi por ansiedade de separação - já falei sobre ansiedade de separação neste post aqui e também aqui, xixi por stress, xixi por marcação e território, xixi de submissão, entre outros. Então fique atento!

E, você? Já tentou ensinar seu pet o local correto do xixi e do cocô? Conte sua experiência.



728x90 desconto progressivo

Leave a Reply

Your email address will not be published.